5 mitos ao abrir uma franquia

Na lista de sonho de muitos um item é recorrente: ter um negócio próprio. Para quem não tem experiência na abertura de empresas ou não quer assumir o risco de investir numa marca nova, uma boa opção é apostar em franquias. O grande diferencial das franquias além do investimento, é que o sistema de franquia garante um melhor respaldo empresarial ao empreendedor.

Porém, o tema ainda é cercado por muitos mitos que são disseminados por quem não conhece, de fato, o funcionamento de um negócio como um todo, desde o processo de abertura até a posta em marcha.

Deseja abrir uma franquia de Self Storage? Então, conheça quais são os cinco principais mitos que envolvem o assunto, para evitá-los e garantir um melhor desempenho de seu negócio.

franquia-de-self-storage-768x461

1. Sucesso 

A franquia é baseada em um modelo de negócio que deu certo, e atingir os resultados e obter retorno financeiro ocorre através de uma boa gestão. Se achar que tem necessidade, procure por cursos de gestão que irão lhe auxiliar a administrar seu negócio.

2. Rápido retorno financeiro

Mesmo que a marca seja conhecida, o retorno financeiro exige um tempo de maturação do negócio. Portanto, para reaver todo o dinheiro investido pode demorar certo período. Não se afobe e tenha consciência de que o lucro irá acontecer e que para isso acontecer, depende também do seu desempenho como gestor do negócio.

3. Trabalha-se menos

A franquia só gera lucro se seu dono trabalhar com esforço e souber gerir seus colaboradores e processos, efetivamente colocando a mão na massa.

4. Falta de liberdade

A franquia caracteriza-se por ter processos padronizados, mas isso não quer dizer que nada deve ser questionado. É possível identificar e levantar pontos de melhoria, apresentando-os à rede, para otimizar processos e potencializar o crescimento da marca.

5. Franqueado não tem importância para o franqueador

Muitos pensam que o franqueador não se importa com o franqueado, o que não é verdade. Franqueador e franqueado dependem um do outro para tornar o negócio rentável.

Se o franqueador não se importar com o franqueado, com suas necessidades e dificuldades, não há chance de lucrar. Portanto, a relação entre eles costuma ser sempre estreita e de parceria mútua.

Postagens Recentes

Deixe um comentário