Marie Kondo – Dicas da mágica da arrumação

marie kondo

Quando você anda pela sua casa, fica incomodado com a bagunça e com a quantidade de coisas que estão espalhadas por cada cômodo? Se você acha que chegou a hora de enfrentar esse desafio e quer aprender mais sobre a mágica da arrumação, acompanhe este texto que explicamos um pouco sobre a organizadora Marie Kondo e seu método que promete deixar você rodeado apenas de coisas que te fazem feliz!

Com seu best seller com esse título, a japonesa Marie Kondo nos ensina que se algo não nos faz feliz, não deve fazer parte de nossas vidas. Marie Kondo já escreveu alguns livros sobre arrumação, entre eles, “A mágica da arrumação”, que já supera a marca das 8 milhões de cópias vendidas em mais de 40 países. A autora também escreveu “Isso me traz alegria”, que fala com mais detalhes sobre o método KonMari, como também é chamado o método de arrumação de Marie Kondo.

Hoje, aos 34 anos, mas ajudando as pessoas com organização desde os 19, Kondo tem uma série na Netflix que fez muito sucesso desde sua estreia. Com o lema “é sobre trazer alegria”, a japonesa ajuda as pessoas a organizarem todos os itens da casa e, por consequência, suas vidas, além de incentivá-las a tocar em cada item e se perguntar “isso me traz alegria?”. Se a resposta for “sim”, o item pode continuar com seu dono. Mas, caso seja “não”, é preciso dar outro destino para aquele objeto que não contribui para a felicidade do indivíduo.

O método KonMari não é fácil, embora na prática seja simples. A ideia é que você pegue em cada item e responda com sinceridade se ele te traz felicidade. Também é preciso cumprir uma ordem de arrumação para que você não atropele etapas, nem desista no meio do caminho. O processo é doloroso e Marie Kondo pode ser muito rígida na hora de ensinar e incentivar seus seguidores, mas ela é considerada hoje um guru da organização e é seguida por milhares de pessoas em todo o mundo.

marie kondo netflix a magica da arrumação

A mágica da arrumação

Antes de começar, pense bem em que estilo de vida você deseja seguir. Em seu livro “Isso me traz alegria”, a autora pede que você visualize esse novo estilo, faça um desenho de como se imagina ou, se gostar mais de escrever, bote no papel sua visão e os detalhes que deseja alcançar. É importante ter um objetivo bem definido antes de começar para que você não se perca.

O método não é igual aos outros, que indicam que você arrume cômodo por cômodo. A mágica da arrumação está em arrumar as coisas por categoria. A ordem correta de arrumação dos itens é roupas, livros, papeis, itens variados e artigos de valor sentimental. Esses ficam por último justamente porque são os mais difíceis. Mas a autora acredita que, por já ter praticado em itens de menor valor sentimental, você já estará com mais prática e conseguirá se desfazer daqueles itens que já cumpriram seu papel. Aquelas cartas do ex-namorado devem ser todas jogadas fora. Elas já passaram a informação que alguém queria te passar, isto é, já cumpriram seu papel em sua vida. Agora elas precisam ser descartadas para que você siga em frente.

Há muitos depoimentos na internet que contam que o método extrapolou para outras áreas da vida. Aquele relacionamento, seja relacionamento amoroso ou de amizade, que não cabe mais na sua vida e não te faz mais feliz também deve ser descartado. O começo é mesmo muito difícil, mas a prática vai tornando o exercício mais fácil e trazendo mais alegria e satisfação para todas as áreas da sua vida.

marie kondo tidying up konmari

Passo a passo da arrumação no método KonMari

Comece tocando em cada peça de roupa que você possui e se pergunte que sentimento ela te traz. Se o sentimento não é de alegria, coloque a peça na pilha que vai para doação. E por falar em doação, o método indica que você organize logo tudo que vai ser doado e dê um destino para que as coisas não fiquem acumulando em um canto do cômodo. Há muitas instituições que recebem esse tipo de doação, e várias delas vão buscar na sua casa. Neste artigo abordamos a doação de móveis usados e indicamos quais associações têm o serviço de coleta, mas elas também recebem roupas e livros. Só depois de descartar tudo que você não precisa mais é que começará a guardar as coisas em seus novos lugares.

Marie Kondo também ensina a dobrar roupas e diz que, com sua técnica, você conseguirá armazenar 40 peças de roupa em um lugar onde antes só cabiam 10. Não adianta empilhar as roupas, pois elas ficarão mais difíceis de achar e também é um método mais fácil de virar bagunça depois. A guru também reforça que, para o método KonMari dar certo, é preciso que você deixe a preguiça de lado e, ao chegar em casa todos os dias, devolva as roupas aos seus lugares originais. Não vale deixar as roupas pelo chão, acumulando poeira e bagunçando o quarto.

Separe um dia em que você esteja sem ninguém – às vezes, nessas horas, quem tenta ajudar só atrapalha – e com tempo livre para executar tudo de uma vez. Após organizar as roupas, passe para os livros. Aqueles livros que você nunca leu ou nunca pensa em ler novamente devem ser todos doados. É difícil, eu sei, tem aquelas edições especiais, um livro com dedicatória… Mas, pra Kondo, tudo isso, se não te faz feliz, traz entraves para a sua vida. Então, coragem! Pense nas pessoas por aí que ficariam muito felizes com sua doação e poderão aproveitar ainda melhor dos livros que você deixa guardados, só acumulando poeira!

Após cuidar dos livros, passe para os papeis. É preciso dedicar uma atenção especial para esses itens, pois há alguns documentos importantes que precisam ser guardados. Guarde apenas o que for essencial, pois acumular papeis trará ácaros para o seu cômodo. Os itens variados seguem toda a lógica anterior e, por fim, você deverá dedicar um tempo para os artigos de valor sentimental.

Quase todo mundo guarda um souvenir ou outro de um relacionamento antigo. E, no método de Marie Kondo, você até pode manter um item de valor sentimental. Mas as cartas de relacionamentos que não existem mais, objetos que lembram uma viagem que já passou, álbuns de fotos que nunca são vistos e aquelas roupas velhinhas que guardamos para usar em casa, tudo isso deve ser descartado.

Embora a gente acredite que isso nos fará bem, guardar esses itens cria entraves nas nossas vidas. Toda vez que você olhar para eles, vai se lembrar de sentimentos ruins. Além de acumular poeira e dar o maior trabalho para fazer a limpeza e arrumação. A ideia não é que você reduza a quantidade de itens que possui apenas por reduzir. Mas que tenha só aquilo que te faz bem, pois sua casa é o lugar onde você deve se sentir melhor.

Que tal começar? Realmente não é fácil, mas pense que é um tempo precioso que você dedicará para você mesmo e, depois disso, poderá viver de maneira mais leve e mais satisfeito com a sua casa e com a sua vida. Experimente! E não esquece de contar pra gente depois como foi sua experiência, hein?

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Entre em Contato

centro blumenau