Conceito e definição de Logística

logística

Conceito de logística

Gerir, Planejar, Armazenar, Distribuir, Realizar.

Logística vem do vocábulo grego ‘logistique’ que, no sentido literal, é a arte de planejar e armazenar para distribuir, e conquistar o sucesso.

Dantes, era empregada como estratégia das operações militares, possibilitando aos guerreiros feitos incríveis.

Com a chegada da Revolução Industrial, isso na época em que o Brasil ainda se via às voltas com o tráfego negreiro, países como Inglaterra e França davam início à comercialização de seus produtos industrializados, por mar.

O mundo entrou na onda, e o comércio, em menor escala, adentrou os caminhos terrestres. Sendo que a logística foi migrando para empresas com foco no futuro, até se aventurar pelo ar.

Desde o advento da globalização, a logística despontou em novo campo de batalha, a lida diária, em que vemos empresas competindo pela excelência no mercado.

A globalização trouxe:

  • Dinamismo e maior competitividade;
  • Novos modelos de organização;
  • Disponibilidade e viabilização;
  • A tecnologia e, com ela, a velocidade na informação.

O que é logística?

Hoje, a logística desponta como ramo da gestão que concentra todo o foco no planejamento da armazenagem para garantir o transporte da mercadorias, seja por terra, mar e ar, para a distribuição dos produtos e com o menor custo.

Tal como o general que supria de armas os seus exércitos, tal como o imediato que tinha que cuidar do conteúdo armazenado para chegar ao porto e distribuir. Atualmente, as empresas têm que fazer chegar e chegar bem.

Transporte

Enquanto, antes, os locais de armazenagem eram inadequados, as peças se deterioravam, causando sérios prejuízos financeiros.

A logística, além de redimensionar os espaços para a estocagem, possibilitou a armazenagem e transporte ideais das mercadorias, gerando a obtenção de lucros.

Um fator que entrou como avanço nesse encadeamento evolutivo foi a viabilização de novos métodos de transporte. Para distribuir o que estava armazenado e fazer chegar à distribuição e dar destinação ao produto final.

Tudo é acompanhado logisticamente, desde o processo de armazenagem, o trâmite de manuseios e movimentações pelos quais o produto passa, seja em longas seja em curtas distâncias, até chegar às portas do cliente.

Armazenagem

Digamos que é a armazenagem que concentra o estoque de produtos acabados.

E é o planejamento da armazenagem, no processo de produção, que vai garantir a integridade do produto acabado – uma das mais complexas medidas na logística para a distribuição, e redução de custos.

Os custos

A armazenagem reduz os custos, além de conquistar a satisfação dos clientes.

Por outro lado, o investimento em métodos e equipamentos mais avançados na estocagem diminuiu os custos, gerando menos impacto negativo na saúde financeira das empresas.

Quanto ao lucro, o gerenciamento eficaz dos estoques tem que levar em conta todos os custos envolvidos, como:

  • custos por item embalado;
  • custos de pedidos;
  • custos de esvaziamento de mercadorias;
  • custos que envolvem a capacidade de armazenagem;
  • custos de capital investido;
  • custos de armazenamento e de todos os envolvidos;
  • custos excedentes, para cobertura de riscos e prejuízos.

Gerenciamento de produtos

Na logística, o gerenciamento de produtos envolve três setores correlatos:

De suprimentos: gerencia toda a matéria-prima e os componentes, desde o pedido ao fornecedor, o transporte, a armazenagem até a distribuição.

De produção:  no processo de fabricação, gerencia o produto semiacabado, desde a circulação de material dentro das fábricas, pontos intermediários de armazenagem, abastecimento do produto e sua distribuição.

De distribuição: gerencia a demanda e a sua distribuição, com o estoque do produto acabado, a armazenagem, a distribuição e a entrega final.

Saiba como as nossas soluções self storage podem ajudar você! Clique aqui.

Postagens Recentes

Deixe um comentário