Solicite um orçamento, é rápido!

      Solicite um orçamento, é rápido!

          BLOG

          Qual a diferença entre estoque e armazenagem?

          Confira o que é estoque e armazenagem, quais são as principais diferenças entre ambos e entenda como cada um funciona.

          |

          O que você vai encontrar neste artigo:

          Os termos estoque e armazenagem são recorrentes em empresas, sobretudo quando se fala em logística. Curiosamente, muitas pessoas confundem essas duas palavras e não sabem o que significam ou quais as diferenças entre elas.

          Este é o seu caso? Então, continue a leitura e descubra o que é estoque e armazenagem, bem como quais são as diferenças entre ambos, solucionando as dúvidas de uma vez por todas!

          imagem de armazem de estoque

          Etimologia das palavras “estoque” e “armazenagem”

          Ao conhecer a etimologia das palavras é possível saber o que é estoque, bem como o que é armazenagem. Veja, a seguir, o que cada um significa:

          • Estoque: quantidade de mercadoria, produtos, insumos, materiais, ferramentas, entre outros recursos armazenados para fins específicos, como vendas, exportações, importações e produção;
          • Armazenagem: ação de armazenar, reter e guardar um determinado recurso, seja em um armazém ou local com estrutura e função parecida.

          Diferença entre estoque e armazenagem: entenda de uma vez por todas

          Embora estoque e armazenagem possam parecer a mesma coisa, não são. Quando tiver quaisquer dúvidas acerca da diferença entre estes dois termos, há uma dica infalível.

          Basta se lembrar que o estoque é o agrupamento de produtos a serem depositados dentro de uma estrutura física chamada armazém. O estoque remete a recursos, enquanto a armazenagem corresponde ao guardar esses recursos em um local apropriado. Geralmente, são rotinas de logística que se desmembram em outras atividades importantes, como gestão e controle de estoque. 

          Se ainda estiver em dúvida sobre a diferença, outra dica é se lembrar da estrutura de ambos. O armazém, por exemplo, é um depósito no qual se guarda um estoque de materiais que serão utilizados na fabricação de produtos ou para outro fim. Também é possível guardar os produtos acabados ou semiacabados. 

          Por outro lado, o estoque será sempre guardado no armazém. Basicamente, o armazém atua como um guardador de estoques diversificados, sendo ele inserido dentro de um depósito.

          Um depósito possui paredes, paletes, divisórias, scanners, empilhadeiras, carrinhos, paleteiras, estantes porta-paletes, computadores, coberturas e conta também com outros hardwares.

          Principais tipos de armazenagem

          Existem três tipos principais de armazenagem e cabe à empresa definir o que melhor atende suas necessidades e operação, apresentando o melhor custo-benefício. A seguir, indicamos quais são:

          Armazenagem própria

          Ocorre quando a própria empresa armazena seus recursos, insumos e produtos. Ela também é responsável por estabelecer processos internos de administração e operação logística.

          É uma alternativa mais comum quando a empresa possui uma área e estrutura para armazenamento. Além disso, encontra-se bastante esse modelo em indústrias, mantendo insumos mais próximos da produção.

          A armazenagem própria demanda que a empresa tenha uma equipe logística interna para executar rotinas de guarda, movimentação e gestão de estoque. Por isso, tende a ter um custo mais elevado. No entanto, conta com a vantagem de possuir controle total da armazenagem, tendo maior liberdade para realizar melhorias e ajustes.

          Armazenagem contratada

          Modalidade que é semelhante à armazenagem própria, mas com uma diferença importante: o espaço de guarda é alugado, ou seja, não é de propriedade da empresa. O restante pertence ao negócio, como a equipe e sistemas de gestão.

          A armazenagem contratada tem a vantagem de possibilitar o aluguel de um armazém em uma locação que favoreça a estratégia operacional e de distribuição da empresa.

          Como desvantagem, esse modelo apresenta um custo fixo alto, devido ao aluguel de um galpão ou outro tipo de área de armazenamento. Vale lembrar que na locação há taxas extras que encarecem o total pago, como o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano).

          Armazenagem terceirizada

          Modelo em que toda a operação de armazenagem é delegada a uma empresa terceirizada. É a alternativa que apresenta o melhor custo-benefício, pois não demanda um investimento alto em estrutura, equipe e espaço físico.

          Além disso, todo o armazenamento passa a ser realizado por uma equipe especializada, usando tecnologias atuais, o que aumenta a qualidade do processo, reduz erros, retrabalhos e custos.

          Vale lembrar que a terceirização também compensa porque possibilita que a empresa foque em seu core business. Assim, profissionais próprios conseguem focar em atividades estratégicas, acelerando a conquista de objetivos.

          A única desvantagem é que na terceirização a empresa contratante não possui total controle sobre a operação, portanto, não consegue realizar alterações mais profundas.

          Leia também:

          >>> Micro-fulfillment: um modelo promissor de logística

          Quais as vantagens da armazenagem? Com qual intuito ela atua?

          A armazenagem atua com o objetivo de maximização da produtividade. Ela contribui para que a empresa consiga promover melhorias nos serviços aos consumidores, garantindo-lhes uma melhor experiência.

          Além disso, colabora para a proteção e controle de recursos, mitigando possíveis perdas, avarias e prejuízos. Paralelamente, ajuda a maximizar a utilização de energia e mão de obra, bem como a melhorar o uso e aproveitamento de equipamentos e do espaço.

          Outra vantagem da armazenagem é promover o fácil acesso a todos os recursos da empresa, além de protegê-los corretamente, de forma a evitar danos. Tudo isso causa um efeito positivo no negócio, possibilitando reduzir custos operacionais.

          Na armazenagem, o estoque é dividido em grandes e pequenos lotes, que agregam uma variedade de produtos. Sua principal função é receber o estoque, identificar, conferir e endereçar os produtos, assim como embalar e expedir.

          Por um longo tempo, a ocupação física de um ambiente de armazenagem era focada com uma atenuação na área enquanto a altura e o local de armazenamento eram menos notados. 

          Com o passar do tempo, as empresas adquiriram uma maturidade maior no que se tratava das escolhas de seus respectivos locais de armazenamento. 

          Esses locais passam por uma avaliação geral que visa apresentar as necessidades da empresa com relação ao seu estoque, e adaptá-las ao local escolhido após a verificação de sua compatibilidade. 

          A racionalização das empresas no âmbito de armazenagem do estoque dos seus produtos torna-se maior à medida que suas demandas crescem, e os locais para armazenamento e estoque de bens e mercadorias ficam mais caros, seja por conta das taxas de impostos, ou mesmo pelo aluguel do espaço. Uma alternativa que vem crescendo muito nos últimos anos é a utilização de self storage.

          O que é o self storage?

          O self storage é um serviço de auto armazenamento. Ele funciona da seguinte forma: a empresa prestadora de serviço aluga um espaço para o cliente, que guarda seu estoque no local, tranca o espaço e leva a chave consigo ao ir embora.

          O cliente tem livre acesso ao espaço de armazenamento, podendo realizar retiradas e guardar mercadorias e bens sempre que precisar. Portanto, não há interrupção das atividades por não ter o estoque e área de armazenagem dentro da empresa. Para isso, é importante ter uma programação de retiradas e guardas.

          Outro ponto fundamental do self storage é que apenas o cliente e pessoas autorizadas por ele têm acesso à área de armazenamento. Isso dá segurança para o serviço, evitando furtos.

          O serviço de auto armazenamento ainda conta com outros diferenciais, especificamente no que se refere ao preço. Em um self storage, as taxas do imóvel não existem, sendo um ótimo custo-benefício para quem não precisa necessariamente de um local próprio. 

          Há uma variedade grande de tamanhos de box para armazenagem de estoque e materiais, sendo fácil encontrar uma que atenda perfeitamente às necessidades da empresa.

          Para quem o self storage se destina?

          Trata-se de um serviço que pode ser contratado por pessoas físicas e jurídicas. No que se refere à contratação por empresas, qualquer uma pode utilizar o self storage, basta precisar de uma área de armazenamento.

          Além de estoques de mercadorias e bens, o serviço de auto armazenamento também pode ser utilizado para guardar documentos. Assim, conseguirá mantê-los em ordem, com menor risco de perda e de danos de papéis importantes para o negócio.

          O que considerar ao contratar um self storage para armazenamento?

          A escolha da empresa de self storage deve ser feita levando em consideração alguns pontos primordiais. A seguir, você confere quais são:

          Localização

          A localização da empresa de self storage é importante! Ela deve ser escolhida de acordo com sua estratégia, manter o estoque perto do cliente final, entre outras opções. 

          Variedade de tamanho da área de armazenamento

          Quanto maior a variedade, melhor. Dessa maneira, conseguirá encontrar um espaço perfeito para manter todos os itens que precisa armazenar, garantindo o pleno atendimento das necessidades do negócio.

          Segurança

          O serviço precisa ser seguro! Há diferentes formas de identificar isso, basta verificar se a empresa de self storage possui sistema de proteção com monitoramento e acesso controlado. Também confirma se o uso da área de armazenamento é exclusivo do contratante.

          Estrutura da empresa

          É importante que a empresa de self storage tenha uma estrutura robusta, com estacionamento próprio, equipamentos para facilitar a movimentação de cargas, áreas de armazenamento tratadas, entre outros. Isso dá praticidade à guarda de itens, conseguindo realizá-la por conta própria sem ter muito trabalho.

          Qualidade do serviço

          Serviços de qualidade são os melhores investimentos! Eles suprem sua demanda, têm funcionamento prático e um atendimento voltado à excelência. Para contratar um self storage de qualidade, escolha uma empresa experiente, que seja referência no segmento, como a Guarde Mais!

          A Guarde Mais possui unidades de self storage nas principais regiões do país e longa experiência no ramo, sempre prestando serviços de qualidade superior. 

          Aproveite para conhecer a unidade mais próxima, bem como para contratar self storage para empresas com a Guarde Mais, e armazene seu estoque com especialista!

          Leia também:

          >>> O melhor seguro para Self Storage

          >>> O que é e para que serve um guarda móveis?

          Deixe seu Comentário
          4 Comentários
          Deixe seu Comentário

          6 − 3 =

          Fale conosco via whatsapp Clique aqui
          Idiomas