Solicite um orçamento, é rápido!

      Solicite um orçamento, é rápido!

          BLOG

          7 dicas para organizar a mudança

          Veja dicas podem te ajudar a organizar melhor sua mudança, garantindo um processo mais simples, tranquilo e com menos bagunça.

          | |

          O que você vai encontrar neste artigo:

          Para o bem ou para o mal, todo mundo muda de casa uma vez na vida. É fácil se atrapalhar ao organizar mudança, e não é para menos: você terá que decidir o que fica e o que vai, além de empacotar e encaixotar muitas coisas.

          Por mais que muitas pessoas entendam a mudança como sinônimo de bagunça, ela pode ser a oportunidade perfeita para deixar itens acumulados de anos da casa antiga para trás.

          Pensando em te ajudar nesse momento, separamos algumas dicas especiais que ajudam muito. Confira quais são e saiba como organizar a mudança residencial, tornando esse processo muito mais tranquilo!

          caixas de papeão para mudança

          1. Planeje a mudança com antecedência

          Quanto mais tempo você tiver para organizar as coisas antes da hora da mudança, melhor! Lembre-se que você terá de conseguir caixas, que podem ser recolhidas com conhecidos e em estabelecimentos comerciais da região.

          Você pode, por exemplo, visitar mercados próximos de seu atual lar para verificar se há caixas que podem ser utilizadas na sua mudança. Essa é uma forma econômica de ir preparando, ainda que aos poucos, esse processo.

          Outro cuidado é fazer orçamentos com empresas de mudança ou, caso não tenha dinheiro no momento, mobilizar amigos e familiares para ajudar no transporte de seus pertences. 

          Um detalhe importante: as empresas de mudança costumam disponibilizar caixas como parte do serviço. Portanto, caso não consiga um número suficiente para armazenar seus pertences, verifique com a prestadora de serviço a possibilidade de fornecimento de caixas.

          O ideal é que você tire alguns dias de folga no trabalho para organizar a mudança. Caso você não consiga um tempinho com o seu chefe para preparar as coisas da mudança, alugar um guarda móveis no sistema self storage é muito interessante.

          Ao contratá-lo, você pode enviar todos os itens da sua mudança para o espaço alugado e pode ir organizando seu novo lar aos poucos, começando com os itens essenciais.

          2. Programe-se para a mudança

          Crie um cronograma de mudança, para se programar melhor e evitar que se esqueça de algo importante. Defina quantas caixas vai empacotar diariamente e quantos dias você vai dedicar a cada cômodo. 

          O melhor é começar pelos ambientes que você menos frequenta, como o quarto de visitas. Seja realista: não se comprometa a empacotar 10 caixas a cada dia se você não tem tempo para isso. Se você empacotar 2 caixas por dia, em um mês você terá 60 caixas prontas para a mudança.

          Não quer ter esse trabalho de encaixotar tudo sozinho? Chame algum amigo ou familiar para te ajudar. Caso seu orçamento permita, as empresas de mudança também fazem o empacotamento, mas esse extra encarece um pouco mais o serviço.

          O ideal é que você pese na balança e decida se vale a pena delegar essa tarefa para uma empresa ou se é melhor que você mesmo encaixote tudo.

          3. Elimine o que for inútil

          Aproveite que você terá que mexer em todas as suas coisas para se livrar daquilo que for inútil. Afinal, o que ficou largado no fundo da gaveta na casa atual continuará assim no novo lar. O melhor é otimizar o espaço e abrir uma área para receber coisas novas, não é mesmo?

          Doe ou venda o que estiver em bom estado e jogue fora tudo o que não puder mais ser usado e não tiver conserto. Organizar a mudança significa um novo lar bem menos caótico!

          Nesse momento, é importante saber desapegar. Se tiver algo que não consegue se desfazer de modo algum, como um móvel que está há muito tempo na sua família, mas não faz mais sentido na decoração de seu novo lar, há uma solução: o aluguel de box de self storage para guardar móveis.

          Ao contratar esse serviço, conseguirá transferir o móvel para outra área, otimizando o espaço em seu novo lar. Aproveite para contar com essa facilidade!

          4. Organize as caixas da mudança

          Não basta encaixotar tudo, é preciso organizar as caixas. Ao fazer isso, conseguirá destiná-las aos cômodos corretos, além de saber qual o seu conteúdo sem abri-las.

          Para isso, crie um sistema de nomenclatura para suas caixas, de acordo com o cômodo onde os objetos em seu interior serão colocados.

          Uma das formas de fazer isso é usar um sistema de cores. Por exemplo: se você associar o verde à cozinha, cole cartolinas ou adesivos verdes em todas as caixas que contêm itens de cozinha. 

          Ao chegar à casa nova, cole na porta de cada cômodo um pedaço de cartolina ou adesivo da cor correspondente e coloque todas as caixas desta cor lá imediatamente.

          Há também a possibilidade de usar um sistema de números. Digamos que a sala seja o número 100: todas as caixas com itens deste cômodo serão numeradas 101, 102, 103 e assim em diante.

          Caso você tenha poucos pertences, pode simplesmente escrever o nome de cada cômodo na caixa correspondente. Da mesma forma, assim que a caixa chegar na casa nova, coloque cada uma em seu cômodo.

          Para facilitar ainda mais, escreva no lado de fora da caixa o que há dentro dela. Por exemplo, se guardar talheres em apenas uma caixa, escreva “talheres” do lado de fora. Desse modo, identificará rapidamente onde estão esses itens, sem precisar abrir todas as caixas da cozinha para encontrá-los.

          Não se esqueça do clássico aviso “FRÁGIL” nas caixas que contêm objetos facilmente quebráveis. É o caso de peças de vidro, espelhos, porcelanas, cerâmicas, entre outras. Assim, é possível reduzir o risco de quebra durante o transporte e a movimentação, evitando prejuízos.

          5. Embale seus móveis

          Embora possa não parecer, os móveis são suscetíveis a danos, principalmente os que são confeccionados com materiais mais frágeis como o MDF. Por isso, indica-se que os embale, o que ajudará a evitar problemas nas peças.

          Mas como fazer isso? O ideal é que cubra os móveis com plástico bolha, fazendo várias camadas do material. Quanto mais delicada for a peça, maior deve ser a camada de plástico bolha.

          Se não tiver esse material em casa, há uma alternativa: cobrir os móveis com tecidos robustos, ou seja, que são mais grossos. Também faça várias camadas para proteção.

          Essa mesma dica pode ser aplicada para peças pequenas e frágeis, como louças, copos, taças, entre outros itens que normalmente são armazenados dentro de caixas.

          Um detalhe importante: também se deve identificar cada móvel embalado. Desse modo, conseguirá destiná-lo ao cômodo correto. Para isso, basta adotar um dos sistemas de identificação que citamos acima ou escrever nas embalagens o nome do móvel e a qual cômodo ele pertence.

          Se chegar a desmontar o móvel para facilitar o transporte, é importante que guarde todas as partes (parafusos, dobradiças, entre outros) dentro de um saco. Grude-o no móvel usando uma fita adesiva resistente. Assim, reduz-se o risco de perder esses itens, conseguindo remontar os móveis com maior facilidade.

          Leia também:

          >>> Vai reformar o apartamento: descubra 5 razões para usar um guarda-móveis

          6. Faça um inventário de seus objetos

          Em um caderno, fichário ou no seu celular, anote os nomes que você atribuiu às caixas e escreva tudo o que você colocou em cada uma. Vai que na sua primeira noite na casa você esquece que não tinha espaço na caixa da cozinha e acabou colocando a chaleira na caixa de coisas do quarto?

          Essa é outra dica que facilita encontrar os itens quando mais precisa deles, simplificando seu trabalho e organizando melhor a mudança.

          7. Leve objetos de alto valor consigo

          Objetos de alto valor devem ir consigo durante a mudança. É o caso de equipamentos eletrônicos mais caros e suscetíveis a danos, bem como de joias.

          Esse cuidado ajuda a evitar dois problemas: quebras e furtos, principalmente quando a mudança envolve mais de uma pessoa. Ao ter esse cuidado, você evita sair no prejuízo.

          8. Monte um kit de sobrevivência

          A primeira noite na casa nova será caótica, para dizer o mínimo. Separe uma caixa com um kit de sobrevivência para a ocasião, com roupa de cama, toalhas, mudas de roupa, pratos e talheres descartáveis, itens de higiene pessoal, remédios, entre outros.

          Se você tiver filhos, talvez seja melhor que eles passem a noite com amigos ou familiares enquanto o pai e a mãe se ocupam de organizar a mudança. Assim, conseguirão realizar essa tarefa sem interrupções, agilizando todo o processo.

          9. Finalize o processo de mudança

          A tarefa de organizar a mudança não acaba quando todas as caixas foram esvaziadas. Não se esqueça de atualizar seu endereço em instituições como banco, Detran, operadora de telefonia, internet, TV a cabo e celular, cartão de crédito, entre outros.

          Você não quer nenhuma correspondência importante indo parar em seu endereço antigo, não é mesmo? Desse modo, evitará complicações, como se esquecer de pagar algo e ganhar uma dívida.

          10. Contrate serviços de suporte a mudanças

          Dá para simplificar todo esse processo se você contratar serviços especiais. É o caso da empresa de mudança, que cuida de detalhes como encaixotamento, transporte, instalações no novo imóvel, entre outras atividades.

          O ideal é que consulte a prestadora para identificar quais são os serviços que disponibiliza. Assim, poderá contratar o que melhor te atende no momento, conseguindo simplificar esse processo.

          Outro serviço que ajuda bastante é o aluguel de box guarda móveis em self storage! Trata-se de um serviço de autoarmazenamento dessas peças, conseguindo mantê-las em um local seguro e tratado enquanto organiza seu novo lar. Além dos móveis, também é possível armazenar caixas da mudança no local.

          A Guarde Mais, empresa referência em self storage em todo o país, disponibiliza serviços de autoarmazenamento de alta qualidade. Conheça e contrate para te auxiliar nesse momento!

          Como a Guarde Mais pode te ajudar em mudanças

          A Guarde Mais tem parceria com o portal Muda Muda, no qual você pode solicitar orçamentos de frete mudança gratuitamente. Você recebe valores de várias empresas, podendo comparar preços e diferenciais para escolher a que melhor atende suas necessidades no momento. Dessa forma, economizará tempo e dinheiro!

          Além desse serviço, você também pode alugar o box de guarda móveis! A Guarde Mais possui unidades de self storage nas principais regiões do país, sempre prestando um serviço de autoarmazenamento de qualidade superior.

          O guarda móveis, da Guarde Mais, tem como destaque o preço acessível, o uso exclusivo da área de armazenamento, a contratação sem burocracias e a flexibilidade do serviço, com possibilidade de utilizar a área pelo tempo que precisar. Aproveite para conhecer, bem como para alugar seu box de guarda móveis!

          Leia também:

          >>> 10 dicas infalíveis para você organizar sua casa!

          >>> Presentes de casamento, onde guardar até a mudança?

          Deixe seu Comentário
          1 comentário
          Deixe seu Comentário

          três − 2 =

          Fale conosco via whatsapp Clique aqui
          Idiomas