Solicite um orçamento, é rápido!

      Solicite um orçamento, é rápido!

          BLOG

          Entenda como funciona a logística das gigantes do e-commerce

          O que você vai encontrar neste artigo:

          Gigantes internacionais do e-commerce já se tornaram queridinhas dos consumidores brasileiros, sobretudo pela ampla variedade de produtos e preço relativamente mais atrativo.

          Para se ter uma ideia dessa popularidade, a Shein faturou R$ 7 bilhões em 2022, um salto de 250% em relação aos R$ 2 bilhões registrados em 2021, de acordo com estimativas da BTG Pactual.

          Esse crescimento exponencial, que atinge outras marcas como a Shopee e a AliExpress, fez com que gigantes do e-commerce investissem em logística para atender os clientes com qualidade e no menor tempo possível.

          E como funciona a logística dessas empresas? Aqui, você confere detalhes sobre a operação delas, obtendo insights de como aprimorar a logística de seu e-commerce para impulsionar seu negócio.

          logística de grandes e-commerces
          Como funciona a logística de grandes e-commerces internacionais?

          A logística de grandes e-commerces internacionais costuma variar entre as empresas. No entanto, envolve ter processos padronizados, que funcionam com qualidade e no menor custo possível.

          A seguir, apresentamos quais são as principais estratégias adotadas por alguns dos principais e-commerces internacionais que têm operação no Brasil:

          Shein

          A Shein não possui frota própria para entrega, mas tem parceria com empresas de transporte de cargas para garantir que o produto chegue o quanto antes ao cliente e no menor prazo.

          Além disso, a operação da empresa conta com galpões logísticos para armazenamento de produção própria, bem como centros de distribuição com localização estratégica, para acelerar as entregas.

          Toda a operação é automatizada, para garantir um controle adequado e a rastreabilidade de mercadorias. Além disso, a automatização permite reduzir tarefas manuais, erros e custos, contribuindo para uma melhor lucratividade.

          AliExpress

          Após crescimento de vendas no Brasil e colocar o país como um dos seus principais mercados, a gigante chinesa ampliou sua malha logística local, passando a realizar mais voos entre China e Brasil para entrega de produtos.

          Além disso, possui parcerias com empresas para realizar entregas no menor prazo possível, mesmo que compras internacionais. No entanto, é uma modalidade de frete disponível somente para produtos selecionados.

          Shopee

          Um dos principais focos da Shopee é a parceria com empresas de logística, para oferecer fretes grátis e rápidos para os clientes. Tais características funcionam como diferenciais para a empresa, conseguindo atrair mais clientes e ter uma excelente taxa de conversão.

          Além disso, a Shopee adota o sistema de cross docking, que dá agilidade à distribuição de produtos, além de reduzir custos de armazenamento, eliminando essa etapa do processo logístico.

          No cross docking, quando os produtos chegam ao centro de distribuição, eles são separados e encaminhados diretamente para o cliente, sem passar pelo armazenamento.

          Isso permite que a empresa economize, já que não precisa investir em grandes estruturas de guarda e manutenção de mercadorias. Também impacta diretamente na lucratividade, tendo melhores resultados.

          O que seu negócio pode aprender com a logística de gigantes do e-commerce?

          Lojas online nacionais podem aprender com a logística de grandes e-commerces, independentemente de seu porte, estruturando uma operação de modo a ter melhores resultados, sobretudo de vendas e lucratividade. Confira, a seguir, os principais insights que sua empresa pode adotar:

          1. Automatização de processos

          Automatizar significa utilizar a tecnologia para realizar processos que antes eram manuais. Essa é uma prática importante porque padroniza a operação, além de reduzir erros e aumentar a produtividade.

          Mas como automatizar processos logísticos? Existem diferentes formas de fazer isso, basta identificar a que melhor atende às necessidades de seu e-commerce.

          Entre as principais, destaque para o uso de sistemas como o ERP (planejamento de recursos empresariais) e WMS (gerenciamento de armazém), que possibilitam otimizar rotinas, controlar estoque, entre outros.

          Também é possível automatizar o planejamento de rotas por meio de sistema, buscando otimizá-las e reduzir custos. O e-commerce pode automatizar processos de picking (separação) e packing (embalagem) com uso de robótica, trabalhando com equipamentos eficientes e confiáveis, de modo a aumentar a produtividade.

          2. Integração de sistemas

          A integração de sistemas é essencial para realizar rotinas de forma automática, bem como ter dados que ajudarão na tomada de decisão, garantindo maior chance de sucesso.

          É possível tanto integrar sistemas internos como com plataformas de parceiros logísticos, para manter a comunicação alinhada e ter processos ágeis.

          3. Armazenamento em locais estratégicos para acelerar entregas

          O frete rápido e com custo acessível é diferencial de destaque de grandes e-commerces. Para disponibilizá-lo com alta taxa de sucesso na entrega é essencial realizar o armazenamento em locais estratégicos, mantendo o estoque em áreas próximas do cliente final. Desse modo, conseguirá acelerar as entregas e reduzir o custo do frete.

          Existem serviços de logística para e-commerce que proporcionam esse resultado: a dark store e o fulfillment. Eles utilizam centros de distribuição com localização próxima de centros urbanos, o que dá rapidez às entregas.

          4. Cross docking

          O cross docking, solução adotada pela Shopee, é uma modalidade de distribuição ágil perfeita para o e-commerce otimizar tempo e custos, além de realizar entregas rápidas.

          Se optar pela implementação dessa solução, existe a possibilidade de terceirizar o cross docking, delegando a operação para uma empresa especializada. Assim, garantirá a excelência do processo a um menor custo, sem realizar a implementação do zero por conta própria.

          5. Parcerias logísticas

          Seu e-commerce pode fechar parcerias logísticas estratégicas para ter uma operação eficiente, que funciona com qualidade no menor custo possível.

          Para isso, basta contratar serviços de logística para e-commerce, o que permitirá delegar a operação (ou parte dela) a especialistas. Dessa forma, garantirá a qualidade nos processos, o cumprimento de prazos e rotinas enxutas, o que impacta diretamente na lucratividade do negócio.

          Entre as opções de serviços de logística e distribuição para e-commerce, o fulfillment proporciona uma gestão completa da operação, desde o recebimento e armazenamento de produtos até a expedição ao cliente.

          Também há o serviço de last mile para e-commerce, que foca na última etapa do processo, a entrega ao cliente final. A solução garante que essa etapa seja rápida e eficiente, além de usar tecnologias para rastreamento do pedido em tempo real.

          Você encontra essas soluções na Guarde Mais, empresa de logística para e-commerce, que atua voltada a alavancar seu negócio!

          Leia também:

          >>Aluguel de box: Solução para quem não tem espaço em casa

          >> 4 coisas que você precisa saber sobre um guarda móveis

          Deixe seu Comentário
          Deixe seu Comentário

          6 + um =

          Fale conosco via whatsapp Clique aqui
          Idiomas